Category Archives: Doeu

Amar, transitivo direto

Amar, para os mais sábios pode ser um verbo transitivo direto, e não passar disso, mas sabe, eu não sou muito sábia, e no mundo, talvez só esses mais sábios saibam de fato o que é amor, já que eu, continuo insistindo em usar complemento. O amor precisa de uma condição, de uma afeição, ele…

Continue Lendo →

mundinho estranho

  Eu repito para mim mesma, e não sei quantas vezes serei capaz de repetir, mas não que isso fará diferença no que você pensa, não é? Enfim, eu só repito “não sou boba, não sou boba, não vivo em uma bolha, olhe o mundo ao redor”. Você sabe que eu repito e que toda…

Continue Lendo →

entre: Amor e a Paixão

Ah, quem nunca? “eu”! Paixão: “grande sofrimento”, “sentimento intenso a ponto de ofuscar a razão”, “exaltação, cólera”, “alguma coisa que supera os limites da razão”, ” inclinação emocional violenta, capaz de dominar completamente a conduta humana e afastá-la da desejável capacidade de autonomia e escolha racional”. Amor: “forte afeição por outra pessoa”, “relação amorosa”, “devoção”,…

Continue Lendo →

problema

O meu problema não é com hoje, nem com o amanhã, e quem dera se fosse, em algum momento, com o futuro? O meu problema, é só comigo mesma. Não tem a ver com o tempo, já que nem tenho consciência total do que ele é, e nem ninguém a tem; não tem nada a…

Continue Lendo →

como deveria ser

Sabe quando o vento bate na sua porta? Entra  por aquela janela? Passa, rápido, e bagunça seus cabelos? Ou ainda, passa devagar, fazendo com que cada parte do seu corpo se arrepie pela sensação que ele provoca? Sabe quando aquele sol, entra no seu quarto, fazendo tudo parecer mais vivo? Passa nas letras do livro…

Continue Lendo →

consigo mesma

Era tão bom se sentir estranha, de um jeito que só ela sabia ser Não era estranha como as outras, muito menos normal Ela era estranhamente estranha, mas isso a fazia sentir tão feliz. Era algo que achava especial em si mesmo Uma confiança que vinha repentinamente Da mesma forma que podia desaparecer, raramente Pode…

Continue Lendo →

não podemos negar

Às vezes se pensa que é fácil seguir algo que você acredita. Porque, pense bem, na teoria, nos planos, na sua cabeça, a situação se desenrola perfeitamente, mas a realidade sempre é mais ríspida que o que imaginamos, não podemos negar. Às vezes é fácil pensar que tudo dará certo, sendo que ficamos no certo,…

Continue Lendo →

lógica”who says?”

Uma sábia professora, um dia, me disse que com tudo se aprende, com tudo se cresce, com tudo se melhora. E não é que é verdade? O que não te mata, fortalece? O que não te leva ao topo, te faz subir o mínimo possível? Ou ainda, o que não te faz crescer, te faz…

Continue Lendo →

preto & branco

Ela acordou; tudo em preto e branco Levantou e caminhou; tudo em preto e branco Era estranho viver um dia sozinha Ela sabia, e tudo, ainda por cima, era em preto e branco Parou e começou a ouvir: silêncio E tudo ainda estava em preto e branco Sem cor, gerando espanto Sozinha, ainda ficou E…

Continue Lendo →

deixe-a em paz

Ei menino moreno! Somente deixe-a em paz! Acho engraçado o desenvolvimento de certas situações, e essa, está inclusa nas mesmas. Ela lutou, e continuou lutando, e você menino moreno? O que fez? Ela cansou, e você nem ligou, fingiu não sentir, fingiu a iludir, só que os fins das relações são tão engraçados, tão repentinos,…

Continue Lendo →

Page 4 of 6