Menina Wikipédia

post

Ela chegou, sentou e esperou o veredicto.

Pediram-na para que escrevesse uma propaganda sobre sua pessoa, para que cada um daquele grupo de pessoas conseguisse descobrir uns aos outros, trabalhando acima de tudo o auto-conhecimento.

E ela o fez. Na folha de papel colocou que escrever significava muito para ela, disse que olhar era uma das coisas que mais a marcava; com palavras sábias, claro, coisas que só ela é capaz de reapresentar, qualquer outro que tente reescrever,  assim como  eu, não o fará tão bem quanto a própria.

Ela ficara feliz de em algum lugar conseguir se abrir verdadeiramente, até a chamarem de Wikipédia.

Mas sabe, ela admite ser a menina Wikipédia; é uma verdadeira obra que reúne conhecimentos humanos,  ela os expõe metodicamente, ao seu ponto de vista; possui consideráveis conhecimentos de seus domínios próprios, talvez só de seu auto saber.

Se engana quem pensa que enciclopédias são livres, elas eram disponibilizadas somente aos que as compreendiam, filósofos, e no caso, se engana quem pensa que não é uma dádiva a presença de um enciclopédia viva em sua vida. Digo isso sabendo que ela discordaria, para ela enciclopédias são livres, sim! Para todos que quiserem se aproximar e apreciar, se interessar….

“Sou um livro aberto”, como costuma dizer.

Aviso prévio: Não se engane! Ela é uma edição limitada, inédita.

 

Leave A Response

* Denotes Required Field