eu não…

Eu não me importo mais. Juro isso todo dia; não pode ser coincidência, pode?

Eu não quero mais. Em voz alta soa tão confiante, não deve ser mentira, deve?

Eu não mereço mais. Faz do  meu amor próprio tão forte, não é possível que por um momento isso não valha, é?

Eu não acredito mais. Torço para que seja, de fato, mentira; tem que ser. Certo?

Na verdade, nada disso não passa de frases as quais eu tento acreditar e olhar no espelho falando como se a verdade pudesse ser verdade, somente pelo fato de ser dita em voz alta.

Tudo coisa do psicológico que me faz enganar a mim mesmo, que tento não sonhar com a dor de não acordar mais um dia sem te olhar.

Leave A Response

* Denotes Required Field